Página Inicial
PARA INSTRUTORES
PARA PAIS
PARA CRIANÇAS
CLUBE PROERD
PEC
O que é PROERD?
Onde obter ajuda
Legislação sobre drogas
Narcodenúncia
Dicas de segurança
Links
Orkut
MÍDIA
Notícias
Fotos
Figuras
Músicas
Vídeos
Formaturas
ESPECIAL
Banda Proerd
Teatro Proerd
Canção Proerd criador
Boas Práticas
10 anos de PROERD-PR

CONTATOS 


clique aqui e anuncie

 

APRESENTAÇÃO

 

           O Programa Educacional de Resistência às Drogas - PROERD é a adaptação brasileira do

programa norte-americano Drug Abuse Resistence Education - D.A.R.E., surgido em 1983. No Brasil, o programa foi implantado em 1992, pela Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, e hoje é adotado em todo o Brasil; conta com três currículos:
 

1- PROERD para Educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental,
2- PROERD para 4ª série/5º ano do ensino fundamental,
3-  PROERD para Pais/Responsáveis.

          O Programa possui como material didático o Livro do Estudante, o Livro dos Pais e o Manual do Instrutor, auxiliando aos respectivos alunos e Policiais PROERD no desenvolvimento das lições.

          O Programa consiste em uma ação conjunta entre as Policias Militares, Escolas e Famílias, no sentido de prevenir o abuso de drogas e a violência entre estudantes, bem como ajudá-los a reconhecer as pressões e as influências diárias que contribuem ao uso de drogas e à prática de violência, desenvolvendo habilidades para resisti-las.

          O PROERD é mais um fator de proteção desenvolvido pela Polícia Militar para a valorização da vida, que imbuía de sua missão institucional, vem de uma sociedade mais saudável e feliz.

                              

HISTÓRIA DO LEÃO DAREN

De onde vem o adorável e corajoso mascote, o Leão Daren? Esta pergunta está deixando inquieta toda a nação.

O DARE América iniciou uma pesquisa em todo o país para identificar qual seria o próximo porta-voz do DARE. Procuramos em todos os lugares à procura de alguém (a figura de um mascote) que se posicionasse maneira enérgica, corajosa, amável e que não tinha medo de tomar posição contra as drogas e a violência.

Alguém, então, sugeriu o mascote Daren por ser considerado o mais apropriado para o trabalho. Ele foi entrevistado pela direção do DARE América, os quais foram unânimes: o Darenera o perfeito Porta-Voz-Leão!!

 O Daren sempre disse "NÃO" às drogas e tem ajudado as crianças do mundo todo a tomar a mesma decisão.

 

Se alguém tentou induzir você a fazer más escolhas, o Daren estará lá para fornecer a força e a coragem necessária para você fazer a escolha certa: para resistir a drogas e violência!

 Assim, o Darenfoi considerado o melhor Porta-Voz-Leão que qualquer um poderia esperar.

 No DARE América nós acreditamos que todos os jovens poderão e irão viver uma vida livre das drogas, tal como o Daren, com a mesma coragem de dizer não às drogas, não às gangues e não à violência.

*** Colaboração Cap Perovano - PMPR
traduzido do site
http://www.dare.org/the-story-of-daren-the-lion/

 

 

HISTÓRICO DO PROERD 

  O PROERD é a adaptação para o Brasil do Programa Educacional Americano:

DARE
         (“Drug Abuse Resistance Education”).

  Sigla, registrada nos Estados Unidos da América do Norte.

 

 

 

Em Janeiro de 1983, o Chefe de Polícia Daryl F. Gates, do Departamento de Polícia de Los Angeles (L.A.P.D.), reuniu-se como Dr. Harry Handler, Superintendente do Distrito Escolar Unificado de Los Angeles (L.A.U.S.D.) para discutir sobre como parar o ciclo gerador do abuso de drogas, das condutas criminosas e das prisões relacionadas ao abuso de drogas.

Os policiais do L.A.P.D. estavam lidando com cidadãos infratores cujos pais e avós haviam sido julgados na esfera criminal, repetidas vezes, devido ao abuso de drogas.

Como resultado daquela reunião, foi designada uma força tarefa, composta por integrantes do L.A.P.D. e do L.A.U.S.D., para desenvolver um programa de prevenção ao abuso de drogas destinado às crianças do Ensino Fundamental.

A força tarefa estudou muitos programas de prevenção já existentes antes de criar oDrug Abuse Resistance Education (D.A.R.E.). Ficou estabelecido que os currículos devessem ser ministrados policiais especialmente selecionados e treinados. Os membros da força tarefa chegaram à conclusão de que os alunos perceberiam os policiais como os mais confiáveis para aplicar o programa devido à experiência deles em lidar com as consequências advindas do abuso de drogas.

O LAPD identificou o programa de prevenção como uma extensão natural das ações de polícia comunitária. Foram selecionados dez policiais para participar de um treinamento de cinco semanas, que os capacitou para aplicar as lições do D.A.R.E. em 50 escolas do L.A.U.S.D..

Ao contrário dos outros esforços preventivos existentes à época, o Programa D.A.R.E. não tinha suporte financeiro dentro do orçamento do Departamento de Polícia de Los Angeles. Assim, em 1984, sob a liderança do Sub-Chefe de Polícia aposentado, Glenn Levant, foi criado o Conselho Consultivo de Prevenção Criminal (C.P.A.C.) para financiar o Programa D.A.R.E. e outras atividades relacionadas aos esforços preventivos do L.A.P.D..

Espalharam-se as notícias sobre o Programa, o que resultou em grande volume de solicitações de outras comunidades (fora de Los Angeles), para implementação de programas de prevenção consistentes como o D.A.R.E.. Para atender à crescente demanda. o C.P.A.C. expandiu-se e tornou-se DARE California. O DARE California financiou a implantação do programa em todo o Estado, oferecendo treinamento aos policiais, lições do currículo, materiais suplementares e orientações técnicas.

Com o crescimento do sucesso e da fama do Programa D.A.R.E., a demanda por implantação do programa cresceu em todos os Estados Unidos e também pelo mundo. Nesse sentido foi criada, em 1989, a ONG intitulada DARE America. Mais de 68.000 policiais foram capacitados para aplicar as lições do D.A.R.E., desde o lançamento do programa pelo pioneirismo dos "Original Ten" (Dez primeiros Instrutores D.A.R.E./Proerd).

 *** 2013
Histórico enviado pelo Major Ferraz da Policial Militar de Minas Gerais
Tradução do Histórico
Sgt Tiago Dawson da Policial Militar de Minas Gerais

 

 

 

 PROERD
(“Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência”)

Sigla, registrada pela Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro.

No Brasil o PROERD POSSUI DOIS LOGOTIPOS PECULIARES

 

O PROERD NO PARANÁ

O PROERD (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência), é o Programa Educacional desenvolvido, no seio de algumas das ESCOLAS PARANAENSES, com a parceria ESCOLA + POLÍCIA MILITAR + FAMÍLIA, onde professores, alunos, policiais e pais interagem, pedagogicamente, no processo ensino + aprendizagem, buscando, em trabalho extracurricular,  a formatação de uma rede protetiva, que viabilize a potencialização de grupos sociais sadios, buscando a perspectiva de um amanhã digno de ser vivido.

          O   PROERD recepciona, necessariamente, a parceria da Secretaria de Estado da Segurança Pública, da Secretaria de Estado da Educação, Secretarias Municipais de Educação, da Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania e demais instituições e órgãos, públicos e privados, que tenham por objetivo o bem-estar social, projetando seus esforços, estrategicamente na prevenção da criminalidade, concorrendo para a diminuição dos índices de violência e criminalidade, especialmente, para a diminuição do uso abusivo de drogas, que vem se caracterizando como o flagelo do terceiro milênio.

 

O PROERD foi acolhido por todas as Polícias Militares do Brasil adaptando-se, com singular justeza, ao propósito preventivo, que objetiva prevenir o uso abusivo de drogas e a violência entre crianças, adolescentes e adultos. Esta justeza é retratada pelo Coronel Carlos Magno Nazareth Cerqueira (“in memorem”), em artigo contido na Revista da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, de Outubro de 1985, intitulado “Prevenção da criminalidade: educação com justiça social é a melhor arma”, onde, citando Lopes Rey, estudioso da criminalidade, relata:

                            __________________________________________________

                                   ....................................................................................................

                                    “Já é hora de se pensar na responsabilidade social dos indivíduos e das organizações, não só na manutenção da ordem pública como na sua construção, e, conseqüentemente, na prevenção da criminalidade, sob pena de cairmos no terrível círculo vicioso: maior repressão, mais criminosos nas ruas, maior policiamento nas ruas, e assim indefinidamente.”

                                    ...................................................................................................

                                    _________________________________________________

                                                O grifo é nosso.

 

O PROERD PARANÁ

O PROERD no Paraná teve sua origem, em 1998, com a ida de dois Oficiais Superiores, da POLÍCIA MILITAR DO PARANÁ, ao Estado de São Paulo, onde lá realizaram o Curso de Instrutores PROERD. No retorno estes Oficiais elaboraram um Projeto de Implantação do PROERD no Estado do Paraná, sendo tal documento entregue ao Comandante-Geral da Corporação. No ano de 1999, um dos Oficiais Superiores que seguira a São Paulo, Instrutor Proerd, propôs, no Curso Superior de Polícia, como tema de Monografia a ser realizada em dupla: “UM PROGRAMA EDUCACIONAL DE RESISTÊNCIA ÀS DROGAS E À VIOLÊNCIA” – “PROERD”; “DRUG ABUSE RESISTANCE EDUCATION” – “D.A.R.E./AMÉRICA”, PARA A PMPR E ESCOLAS DE 1º GRAU DA REDE DE ENSINO DA CAPITAL DO PARANÁ.” Tal tema, dentre outros sugeridos, foi escolhido, realizando-se o Projeto de Pesquisa Monográfica e a Monografia propriamente dita, tendo como Orientadores, de Metodologia e Conteúdo, Professores da Universidade Federal do Paraná e da Polícia Militar do Paraná, respectivamente. Com a  aprovação da Monografia, que constatou a existência de outra similar realizada no Paraná nos idos de 1994, desencadearam-se os esforços mais concretos para a implantação do Programa no Paraná. Com a designação do Oficial Superior, Instrutor PROERD, para o 9º Batalhão de Polícia Militar, com sede no Município de Paranaguá, quando do advento da Operação Verão/1999, o teor monográfico foi apresentado ao Diretor da Colônia de Férias do SESC/CAIOBÁ, em Matinhos – Paraná, sendo  que este realizou contato com a Direção do SESC da Capital e com o então Prefeito Municipal de Matinhos, os quais deliberaram pelo custeamento das despesas necessárias para a formação de mais um Instrutor PROERD, agora da Guarnição Policial Militar de Matinhos – Paraná, sendo definido que seguiria ao Estado de São Paulo uma Policial Militar Feminina, para após a conclusão do Curso de Instrutor Proerd, aplicar a proposta didática e pedagógica do PROERD nos colégios da rede de ensino fundamental daquele Município litorâneo. Assim foi feito aplicando-se o Programa, como “PROJETO PILOTO”, em 07 (sete) Escolas daquele Município, com a formação de aproximadamente 600 (seiscentas) crianças, as quais, em evento solene e festivo, foram diplomadas no Ginásio de Esportes do SESC/CAIOBÁ, com o ostensivo reconhecimento das comunidades locais. Após o êxito desse “PROJETO PILOTO” o PROERD foi implantado, oficialmente, no mês de Julho de 2000, com a realização do I CURSO DE FORMAÇÃO DE INSTRUTORES PROERD, na Academia Policial Militar do Guatupê, em São José dos Pinhais – Paraná, ministrado por Mentores da Polícia Militar de São Paulo. No mês de Setembro de 2000, os 31 (trinta e um) Instrutores formados, aplicaram o Programa em 94 (noventa e quatro) Escolas, atingindo um total de 7.108 (sete mil, cento e oito) alunos, em 11 (onze) Municípios do Estado do Paraná, dentro da faixa etária de 09 (nove) a 12 (doze) anos de idade, regra geral inseridos nas quartas séries das rede de ensino fundamental.

PROERD HOJE

INTRODUÇÃO

Hoje, sem ao menos percebermos, encontramos na Terceira Guerra Mundial, guerra contra as drogas, que se alicerça basicamente em três pontos fundamentais: Erradicação das culturas de vegetais psicotrópicos, Supressão do tráfico transcontinental e repressão do comércio clandestino. Esquecendo todavia, do trabalho fundamental ou de base, que é a prevenção junto àqueles que ainda não tiveram contato com as drogas.

            A Policia Militar Brasileira, diagnosticando esta falha, vem desde 1.992 desenvolvendo um programa educacional que visa prevenir crianças, em idade escolar, dos males causado pelo uso das drogas, para isso foi criado o PROERD (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à violência) um programa que vai além dos tradicionais programas contra as drogas, que não invalida  qualquer outro programa de prevenção dirigido aos jovens.

          É um programa que ensina as crianças  a resistirem às drogas, e ainda, as ensinam a como resistir na prática as ofertas de certas pressões dos grupos, e de atos violentos.

           Com o PROERD  a Polícia Militar do Estado de Paraná, juntamente com as Secretaria de Estado da Educação, Secretarias Municipais de Educação, Núcleos Regionais de Educação e as Escolas Particulares. De imediato foi alcançado um excelente nível de integração entre a Polícia Militar, alunos, pais, professores e comunidade, facilitando sobremaneira o papel constitucional de Polícia Preventiva.

CONCEITO

1) O Programa Educacional de Resistência à Violência e às Drogas (PROERD), constitui uma forma de atuação da POLICIA MILITAR DO PARANÁ voltada para a prevenção ao uso indevido de drogas, às ações de violências entre os jovens.

2) A presença de policiais militares nas escolas para a aplicação do PROERD, aumenta também a possibilidade de redução de outros problemas locais afetos à segurança pública, aproximando a POLICIA MILITAR e a própria instituição de ensino e a comunidade.

3) O PROERD tem por base, o Projeto "D.A.R.E", inicialmente desenvolvido e aplicado pelo Departamento de Polícia e o Distrito Escolar Unificado da cidade de Los Angeles/EUA e que hoje está sendo aplicado em todo o País e em mais 47 países. Sendo desenvolvido no Brasil, após as adaptações necessárias à nossa realidade social e cultural.

4) A vinda do "D.A.R.E." para o Brasil, foi proporcionada através da realização de cursos específicos ministrados pelo Centro de Treinamento do D.A.R.E. de Los Angeles/EUA, a integrantes da Polícia Militar do Estado de Rio de Janeiro.

5) A aplicação do PROERD,  esta sendo procedida no Paraná através da resolução conjunta

 nº 002/2000, firmado entre a Secretaria da Segurança Pública e a Secretária Estadual da Educação, podendo ser aplicado em qualquer estabelecimento de ensino que o queira.

6) O PROERD está sendo desenvolvido por Policiais Militares, que possuem o Curso de Formação de Instrutores PROERD.

7) Em momento algum será concebida a autorização de serem ministradas fora do padrão PROERD.

 

DESCRIÇÃO DO PROGRAMA

        Com caráter social preventivo, que tem como objetivo prevenir o uso de drogas, inserindo em nossas crianças a necessidade de desenvolver as suas potencialidades para que alcancem de maneira concreta e plenamente seus sonhos de uma sociedade mais justa e segura.

         Este Programa consiste num esforço cooperativo da Polícia Militar, através dos Policiais Instrutores PROERD, Educadores, Pais e Comunidade para oferecer atividades educacionais em sala de aula, a fim de prevenir e reduzir o uso de drogas e a violência entre crianças e adolescentes.

   OBJETIVO

        Diante do aumento do consumo de drogas proibidas ou não, entre crianças e adolescentes em idade escolar, torna-se necessário um trabalho efetivo e contínuo de prevenção de uso de drogas, entre os jovens que ainda não tiveram contato com tais substâncias.

      O programa tem por objetivo a prevenção ao uso de drogas entre crianças em idade escolar, o qual será desenvolvido através de:

       1.    Fornecimento de informações aos estudantes sobre álcool, tabaco e drogas afins;  

  2.    Ensinar os estudantes, as formas de dizer não às drogas;

 

  3.    Ensinar os estudantes a tomar decisões e as conseqüências de seus comportamentos;  

 

  4.    Trabalhar a auto-estima das crianças, ensinando-as a resistir às pressões que as envolvem.

 

COMO PARTICIPAR ?

                     As Escolas interessadas deverão entrar em contato com o BPEC/PROERD (Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária / Programa Educacional de Resistência ás Drogas e a violência), formalizando através de oficio a intenção da escola de participar do programa.

Contato com o PROERD PARANÁ... 

Curitiba e demais cidades do Paraná

Por telefone: (0xx41)3213-1150
                        (0xx41)3213-1161

Por e-mail: proerdparana@pm.pr.gov.br

Por carta: Rua Chile nº2220 Rebouças - Curitiba - PR - CEP 80.220-181

 

Araucária

Por telefone: (0xx41) 3901-5493

Por email: contato@proerdBRASIL.com.br

Por Carta: Alfredo Charvet, nº 633 - Porto Laranjeiras - Cep: 83703-230 - Araucária - Paraná

 

OUTROS ESTADOS

Volte a página inicial e localize as bandeiras dos Estados e clique em cima ai será redirecionado para o PROERD daquele Estado.

Outras dúvidas entre em contato com contato@proerdBRASIL.com.br

 LIÇÕES  PROERD

É aplicada uma lição por semana, direcionadas nos seguintes objetivos:


1. Introdução ao Programa


2. O cigarro e você


3. Cortina de fumaça


4. O álcool e você


5. A verdade Real


6. As bases da amizade


7. Decidindo de forma confiante


8. Ação pessoal


9. Pratique! Pratique! Pratique!
 


10. Formatura Proerd

 

 CONCLUSÃO

O PROERD não foi implantado para ser mais uma campanha de prevenção ao uso de drogas, mas sim, para preencher um hiato que é atribuído a Polícia Militar pelas Constituições Federal, Estadual e Estatuto da Criança e do Adolescente, desenvolvendo nas crianças atitudes voltadas a resistir a pressão da oferta de drogas e uso da violência.

A filosofia do programa baseia-se na utilização do policial fardado, principalmente no trabalho de prevenção às drogas em escolas, através do desenvolvimento na criança de habilidades que possibilitem as mesmas se manterem afastadas das drogas lícitas e ilícitas. Trata-se de uma vacina no comportamento contra as drogas e a violência, abordando o modelo de educação afetiva, do estilo de vida saudável, criando condições para que a criança aprenda a lidar com sua ansiedade, resistindo as pressões dos companheiros, elevando sua auto-estima, e ainda solidificando noções de cidadania e da convivência harmoniosa.

VOLTAR PARA PÁGINA INICIAL